Skip to content

Para nefrologista, tratamento humanizado é o grande diferencial do Grendacc

“As crianças são a melhor parte do meu trabalho. Adoro trabalhar com elas, porque criança não complica a vida, somos nós, adultos, que complicamos tudo.” É assim que a médica nefrologista pediátrica Gabriela Santos Oliveira, descreve seu trabalho no Grendacc (Grupo em Defesa da Criança com Câncer).

Mineira, nascida em Poços de Caldas, Gabriela tem 39 anos e atualmente mora em Indaiatuba. Chegou ao Grendacc em 2015, por um anúncio publicado na revista da Sociedade Nacional de Nefrologia e, na época, não conhecia a instituição. “Gosto muito e trabalhar aqui, porque temos acesso fácil à equipe multidisciplinar – composta por psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e assistente social – e isso é muito raro. Também temos um laboratório de análises clínicas, o que garante mais rapidez no atendimento e tratamento”, explica a médica, formada pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Botucatu, onde também fez pediatria; posteriormente se especializou em nefrologia na Escola Paulista de Medicina, Unifesp.

Segundo a nefrologista, toda a equipe do Grendacc é muito empenhada e isso ajuda o médico, mas principalmente o paciente. Gabriela destaca o tratamento humanizado como o grande diferencial do Hospital da Criança, desde a sala de espera e recepção até o atendimento por médicos, enfermeiros e equipe multidisciplinar. “As crianças gostam daqui, querem vir para o retorno porque se sentem acolhidas. Os pacientes chegam no consultório com alegria e as famílias impactadas com o acolhimento. Chegam satisfeitos, sem reclamações.”

Para Gabriela, trabalhar numa instituição que completa 25 anos na luta contra o câncer é um orgulho. “Sou muito grata por fazer parte dessa equipe, porque o pessoal no Grendacc não trabalha apenas pelo dinheiro e sim por acreditar na causa, por querer ajudar. O Hospital da Criança tem qualidade no atendimento e no tratamento, tem um potencial enorme. Acredito que ainda vai crescer muito e ajudar ainda mais a população de Jundiaí e região”, afirma.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email