Skip to content

Slide

Área Médica

Consultas de Especialidades
Pediátricas de (0 a 19 anos)
  • Oncologia Pediátrica
  • Hematologia Pediátrica
  • Cirurgia Pediátrica Oncológica e Cirurgia Ortopédica Pediátrica
  • Cardiologia Pediátrica
  • Endocrinologia Pediátrica
  • Nefrologia Pediátrica
  • Neurologia Pediátrica
Atendimentos Clínicos
Ano
Qtidade Pacientes
Atendimentos Efetuados
2017
2.348
36.316
2018
4.080
45.987
Serviços
Multidisciplinares

Laboratório de
Análises Clínicas

O Laboratório de Análises Clínicas do Grendacc possui experiência na realização de exames na área de oncologia e hematologia. Possui certificação pelo Laboratório Controllab. As atividades são exercidas exclusivamente por médicos e biomédicos constantemente capacitados em cursos de atualização. Atualmente conta com serviços nas áreas de hematologia, bioquímica, uroanálise, hormônios, imunologia, sorologia e Citologia de Fluídos Corporais, possibilitando o oferecimento dos exames a pacientes provenientes de outras especialidades.

Oncologia

Também atende pelos convênios Saúde Bradesco, Unimed, Medi Service, Sobam, Coopus, Intermédica, Notredame, Interclínica, APS, Sobam, Concard, Grupo Gabetta, Allianz, Porto Seguro e Economus, além da Clínica Popular e particular. São 11 leitos de internação, cinco leitos de UTI e um Centro Cirúrgico com dois leitos de recuperação pós-anestésica.
Fique atento a alguns sinais e sintomas:
  • Palidez progressiva;
  • Febre persistente;
  • Perda de peso inexplicável;
  • Fraqueza;
  • Suor importante;
  • Dor óssea ou articular;
  • Sangramentos ou manchas roxas;
  • Dor de cabeça;
  • Vômitos frequentes;
  • Aumento de volume abdominal ou muscular;
  • Reflexo branco na pupila (olho de gato);
  • Dor abdominal prolongada;
  • Secreção crônica no ouvido.

Hematologia

Além da oncologia pediátrica, o Grendacc também presta assistência a crianças portadoras de doenças hematológicas benignas (doenças do sangue). Fazem parte dessas doenças as anemias congênitas e adquiridas, os distúrbios congênitos de coagulação como hemofilias e doença de Von Willebrand, as doenças tromboembólicas e as púrpuras adquiridas. Entre as anemias congênitas, encontramos com maior frequência em nossa população a anemia ou doença falciforme e as talassemias. É importante ressaltar que apesar da anemia ou doença falciforme ser mais predominante em descendentes da raça negra, no Brasil, devido à grande miscigenação da população, ela é encontrada em pessoas de todas as raças. Os portadores do traço falciforme, que possuem somente um gene da doença, não apresentam manifestação clínica e podem transmitir o gene para seus filhos. Já os portadores da produção de hemoglobina alterados, herdados dos pais, iniciam manifestações da doença a partir dos 6 meses, podendo apresentar crises dolorosas, acentuação da anemia com aumento da icterícia e palidez importante, aumento repentino do baço (sequestro esplênico), complicações pulmonares como a síndrome torácica aguda (STA), acidente vascular encefálico (AVC) e alguns têm necessidade de transfusões crônicas de sangue. 
Essas pessoas também possuem menor resistência às infecções causadas por algumas bactérias específicas (pneumococo, haemophilus, meningococo), as quais são mais graves nestes pacientes. Assim, torna-se importante o diagnóstico precoce, a fim de se iniciarem as medidas preventivas de infecções, com vacinas especiais (liberadas pelo Ministério da Saúde), uso de antibióticos e acompanhamento médico e da equipe de saúde. Desde 1997 o “teste do pezinho”, realizado nos berçários, faz a pesquisa, detectando os portadores do traço e da anemia ou doença falciforme, encaminhando estas famílias para orientação e tratamento adequados, em serviços de referência.
Fique atento aos sinais:
  • Crises dolorosas: dores em ossos, músculos e juntas, associadas ou não a infecções, mais frequentes após exposições ao frio, esforços, etc;
Cuidados básicos
  • Crise dolorosa: sempre requer orientação médica. As crises leves podem ser tratadas em casa com bastante líquido e remédios para dor e repouso, após avaliação do médico;
  • Febre: procure assistência médica para tratar a infecção o mais rápido possível;
  • Palidez súbita em crianças: Emergência. Procure o Pronto Socorro mais próximo.

Equipe Médica e Multidisciplinar

Equipe Médica
  • Cirurgia Pediátrica - Dr. Marcio Lopes Miranda  -  http://lattes.cnpq.br/3750862176441914
  • Cirurgia Pediátrica - Dra. Sarah Crestian Cunha -  http://lattes.cnpq.br/5554122418859719
  • Oncologia Pediátrica - Dra Arianne Christina Pereira Casarim - http://lattes.cnpq.br/3325028481831552
  • Oncologia Pediátrica - Dra. Silvana Forsait - http://lattes.cnpq.br/8462763237583181
  • Oncologia Pediátrica - Dra. Priscila Lubraico  Pereira - http://lattes.cnpq.br/1491993243457326
  • Nefrologia - Dra. Gabriela Santos Oliveira
  • Hematologia - Dra Patrícia Marques Braga
  • Neurologia - Dr. Rodrigo da Silva Reis Moura

Equipe Multidisciplinar

  • Nutrição
  • Psicologia
  • Fisioterapia
  • Serviço Social
  • Farmácia
  • Enfermagem

Hospital da Criança

O Hospital da Criança do Grendacc foi inaugurado em dia 21 de janeiro de 2017 e funciona 24 horas. Atende crianças e adolescentes pelo SUS (Sistema Único de Saúde), por meio de encaminhamentos feitos nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios do Aglomerado Urbano de Jundiaí – Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Jarinu, Louveira, Itupeva e Cabreúva.
Também atende pelos convênios Saúde Bradesco, Medi Service e Unimed, além da Clínica Popular e particular. São 11 leitos de internação, cinco leitos de UTI e um Centro Cirúrgico com dois leitos de recuperação pós-anestésica.