A atuação do psicólogo junto às crianças adolescentes com câncer e doenças hematológicas e seus familiares é fundamental para minimizar o sofrimento inerente ao processo do adoecer, à possibilidade de internação, exames e
cirurgias, entre outras intercorrências. Tal assistência tem como principal objetivo fazer com que a situação da doença seja melhor compreendida tanto pelo paciente, quanto por seus familiares.